Pular para o conteúdo

Arquétipo do Leão

Coragem, Força e Autoconfiança.

Entenda o simbolismo e as características desse animal de poder, além dos aspectos que podem ser despertados em você (luz e sombra) ao ativar o arquétipo do Leão.

ÍNDICE DE CONTEÚDO

  • Sobre O Leão.
  • Simbolismo Do Leão.
  • Características Do Arquétipo Do Leão.
  • Lado Luz Do Arquétipo Do Leão.
  • Lado Sombra Do Arquétipo Do Leão.

  • Considerações: Entendendo O Lado Luz E Sombra Dos Arquétipos.
Imagem de Gerhild Klinkow por Pixabay

Sobre o Leão

O leão, nome científico Panthera leo, é um animal carnívoro. Este é o segundo maior felino, apresentando comprimento e peso menores que o do tigre. Possui hábitos noturnos e costuma dormir e descansar na maior parte do dia para economizar energia.

De modo geral, sua pelagem possui uma tonalidade castanha, variando entre tons amarelados, avermelhados e acinzentados. Além disso, possuem uma juba característica (pelos longos em volta da cabeça). A ponta do seu rabo apresenta um tufo de pelos escuros e espora.

Esse animal tem preferência por habitar savanas e pastagens abertas. Diferente dos demais felinos, o leão é considerado um animal sociável, pois, vive em grupos.

Os grupos, normalmente, são compostos por um macho dominante, jovens leões (que ainda não atingiram maturidade sexual), algumas leoas e suas crias.

No seu bando, cada membro possui tarefas específicas: as leoas caçam e cuidam dos filhotes, enquanto o macho dominante marca o território e faz a patrulha para defender o grupo de possíveis ataques de outros animais.

Os leões, por possuírem um porte maior e serem mais pesados, costumam ser mais lentos que as leoas.

 O seu rugido pode ser ouvido a cerca de até oito quilômetros de distância, sendo utilizado por ele para anunciar sua presença, defesa do território (como forma de intimidação) ou ainda, como uma forma de se comunicar com o seu grupo.

Simbolismo Do Leão

Para os egípcios, em sua mitologia, o leão representa ressurreição e proteção. Um exemplo desse animal na cultura egípcia é a ilustração da Esfinge que apresenta uma cabeça humana e um corpo de leão.

Na Idade Média, esse animal era associado a ressurreição. Nessa época, eram colocadas ilustrações de leões nos túmulos, pois eram tidos como guardiões dos mortos.

Os chineses costumam comemorar o inicio de cada ano com a dança do leão, como uma forma de aprisionar fantasmas e demônios.

No xamanismo, este animal representa força, vitalidade e autoconfiança, sendo evocado, em suas práticas, para curar a baixa autoestima.

O Leão de Judá, símbolo do cristianismo é associado também a imagem de Jesus.

Na astrologia representa o quinto signo do zodíaco, tendo o sol como seu planeta regente.

Características do Arquétipo do Leão

O arquétipo do leão está muito associado ao sol e a ideia de majestade, nobreza, beleza, coragem, liderança, autoconfiança, amor próprio, proteção, sagrado masculino, força, poder, autoridade, honra, realeza, sabedoria, domínio, libido e generosidade.

Lado Luz Do Arquétipo Do Leão

  • Estimula a coragem;
  • Autoconfiança;
  • Aumento da vaidade;
  • Autovalor;
  • Amor próprio;
  • Autoestima;
  • Poder pessoal;
  • Instinto protetor;
  • Conexão com a família;
  • Estrategista;
  • Determinação;
  • Maior energia;
  • Aumento da libido;
  • Destaque;
  • Poder de comando.

Lado Sombra Do Arquétipo Do Leão

  • Agressividade;
  • Pouca ação (geralmente a leoa que caça);
  • Autoritarismo;
  • Resistência a aceitar pessoas não relacionadas ao vinculo familiar;
  • Individualismo (gostar de ser servido e não de servir, porque, quando o leão caça, faz pensando primeiro em si).

Considerações: Entendendo o Lado Luz e Sombra dos Arquétipos.

Os arquétipos são as primeiras emanações da Fonte Criadora, pois, antes que qualquer coisa venha a existir, ela precisa ser imaginada primeiro. Ou seja, tudo que está manifesto no mundo material existe antes em um mundo não manifesto ou mundo das ideias como dizia Platão.

Assim, os arquétipos são apenas ideias pré-estabelecidas a respeito do que seja algo, antes que este venha a existir no mundo material. Considerando isto, podemos dizer que um determinado arquétipo é uma consciência que engloba um apanhado de informações sobre esse algo e que se encontram no inconsciente coletivo.

Desta forma, os arquétipos se encontram em um outro plano da realidade, em uma dimensão superior, não manifesta, ou mundo das ideias. Portanto, eles estão acima da dualidade, ou seja, não possuem lado positivo ou negativo. O arquétipo simplesmente é o que é.

Por serem consciências de uma outra dimensão, os arquétipos se expressam no mundo material através de símbolos, objetos, sons, cores, animais, pessoas, etc. Porém, devido a natureza dual desta realidade em que estamos inseridos, essa expressão ou manifestação no mundo material pode se tornar imperfeita.

O que podemos entender como luz ou sombra de um arquétipo seriam apenas percepções nossas a partir das informações que se encontram em nosso próprio inconsciente, jogadas na chamada sombra psicológica.

A sombra psicológica é uma área do inconsciente responsável por gerenciá-lo. Na sombra se encontra tudo aquilo que negamos e reprimimos ao longo da vida. Todos os sentimentos negativos, não aceitos e não elaborados e até mesmo os nossos potenciais, não aproveitados, são lançados na sombra.

Quando escolhemos ativar, conscientemente, determinado arquétipo em nós (ou mesmo quando ativamos sem perceber), as informações relacionadas a esse arquétipo, ao entrar em contato com o nosso inconsciente individual, pode acessar outras informações incompatíveis com esse arquétipo, como bloqueios, traumas, tabus, preconceitos e crenças limitantes.

Deste modo, o lado sombra se manifesta quando o arquétipo traz a tona essas questões que são incompatíveis com ele, da nossa própria sombra, para que elas sejam trabalhadas e resolvidas, e assim, possamos permitir que ele se expresse, através de nós, de forma plena.

Portanto, as questões não elaboradas e que estão presentes na nossa sombra, causam interferência na forma como os arquétipos se expressam por meio de nós e isso nos impede de vivenciarmos plenamente suas virtudes.

Por esta razão, os resultados com a ativação de determinado arquétipo pode variar de pessoa para pessoa. Pois, cada indivíduo possui suas próprias questões a serem resolvidas dentro de si e isso vai interferir nos aspectos luz ou sombra que o arquétipo irá despertar em cada um.

Para entender mais sobre arquétipos e como eles podem ser ativados em nós, leia também:

Postagens Relacionadas: